ELETRONEUROMIOGRAFIA

ELETRONEUROMIOGRAFIA


  •  O que o neurologista trata? 

    Citamos aqui algumas das doenças tratadas pelos neurologistas: enxaqueca, demência, acidente vascular cerebral, doenças de parkinson, dor radicular lombar e cervical, neuropatia periférica, esclerose multipla, ... 

  •  O que é o exame de eletroneuromiografia? 

    Geralmente é solicitado o exame de eletroneuromiografia para avaliar doenças do sistema nervoso periférico (raiz, plexo, nervo e músculo). Para avaliação do nervo são feito estímulos eletricos para obtenção de potenciais de ação que traduzem a função motora e sensitiva do nervo estimulado. Já numa segunda etapa, são inseridas agulhas em músculos selecionados, para então avaliar a integridade do músculo em repouso e durante o movimento. Doenças do nervo ou das raizes lombares ou cervicais (exemplo hérnia de disco) podem ou não afetar o músculo, por isso é feito a avaliação conjunta. Mas existem doenças que não afetam os nervos, mas apenas o músculo, as que são chamadas de miopatias. 
    Exames mais específicos, como o teste de estimulação repetitiva avalia a placa motora (região microscopica entre o nervo e musculo) que pode estar afetada na miastenia gravis, por exemplo. 
    Os potenciais evocados somatossensitivos avalia a condução sensitiva do nervo em  sua direção ao sistema nervoso central (medula e cerebro) avaliando se há um envio adequado da informação. 
    A Paralisia facial periférica também é avaliada pela eletroneuromiografia da face, analisando o tipo e prognóstico da lesão. 
    Todos esses exames são realizados não só para confirmar o diagnóstico, mas também tem a função de acompanhamento evolutivo da doença. 

  •  Preparo pré exame: 

    Não precisa estar em jejum.

    Tomar todas as medicações de costume já prescrita pelo seu médico, exceto o paciente que já toma o remédio mestinon, deve ligar para obter maiores informações.

    Antes do exame não passar cremes ou hidratantes nos braços e nas pernas se o exame for do rosto, não usar cremes, maquiagem no rosto. E o paciente masculino não deve estar com barba na região de bigode e sobre o queixo.

    Para exames dos braços: Ir com blusas de alça ou tops que expõem melhor os braços.

    Para exames nas pernas: Vir de saia, vestido ou bermudas ou calças de boca larga que possam ser levantadas.

    Para exames de potencial evocado: Ir com cabelos limpos (lavados com shampoo neutro) e secos, e não usar cremes pós enxague.

    O paciente portador de marcapasso deve antes avisar o seu médico que irá fazer o exame para que o seu médico autorize a realização.

    O paciente portador de desfibrilador interno está contra-indicado de fazer esse exame em consultório, sem um preparo assistencial adequado. 

    Pacientes que fazem uso de anticoagulantes devem levar exames de sangue recentes da coagulação, em alguns casos, não será feiro a parte com agulhas.